Author - Redação Rede Brasil

6 ferramentas para Twitter e Instagram para auxiliar no gerenciamento.

6 ferramentas para Twitter e Instagram para auxiliar no gerenciamento

As redes sociais são mídias muito importantes para a divulgação de marcas e empresas e é fundamental saber gerenciá-las. Para facilitar o gerenciamento existem muitas ferramentas e aplicativos, que além da administração também ajudam na produção de conteúdo. Conheça a seguir algumas ferramentas para redes sociais, especialmente ferramentas para Twitter e Instagram.

 

Ferramentas para Instagram

1. Iconosquare

Com a Iconosquare é possível rastrear métricas do Instagram. Podem ser rastreados, por exemplo, o crescimento e a queda na quantidade de seguidores, taxa de engajamento e melhor horário para as postagens. Além disso, a ferramenta mostra os posts que renderam mais likes e comentários.

Pago ou gratuito?

Dá para fazer um teste por duas semanas gratuitamente.

Uma das ferramentas para Twitter e Instagram é a Iconosquare.

Uma das ferramentas para Twitter e Instagram é a Iconosquare.

Veja também: Saiba o que é um site responsivo e 3 motivos para tê-lo 

 

Ferramentas para Twitter e Instagram

2.TweetBinder

Essa ferramenta faz a análise completa de hashtags do Twitter e do Instagram. Dá para saber o alcance potencial, ou melhor, a quantidade de vezes que a hashtag foi vista, entre outros dados.

 

3.Crowdfire

A Crowdfire permite fazer o gerenciamento de seguidores no Twitter e no Instagram. A ferramenta faz a pesquisa de usuários interessantes para a sua página e também pesquisa os usuários dos concorrentes.

É uma ótima ferramenta para fazer esse gerenciamento e conseguir seguidores ativos, que interagem e que podem converter vendas para a empresa.

 

Ferramentas para Twitter

4.RiteTag

A RitTag, assim como a TweetBinder faz a análise de hashtags e permite saber qual a popularidade da hashtag.

Funciona assim: A hashtag é digitada e depois se torna cinza, azul, verde ou vermelho. A hashtag cinza é uma hashtag que não é muito popular. Já a azul é uma hashtag que “pode ser usada”, a verde é uma hashtag “excelente” e a vermelha é uma hashtag que já foi muito usada e que não é interessante usar.

Uma das ferramentas para Twitter e Instagram é a RiteTag.

Uma das ferramentas para Twitter e Instagram é a RiteTag.

5.Tweriod

A Tweriod mostra quais são os melhores horários para fazer publicações no Twitter. A ferramenta coleta as informações dos seguidores do Twitter e mostra quais são os dias e horários que eles mais ficam online. Assim, dá para saber qual é o melhor momento para publicar.

Pago ou gratuito?

A ferramenta é gratuita.

 

6.TagDef

A TagDef basicamente explica as hashtags do Twitter. Ela é usada para explicar hashtags que você não sabe o significado ou que não têm sentido. Basta digitar a hashtag no site que ele mostra o que ela significa e em qual local é mais utilizada.

 

Veja também: A importância do Marketing de relacionamento para as empresas 

 

Com essas ferramentas para Twitter e Instagram fica mais simples fazer o gerenciamento de redes sociais. Você conhece ou usa outras ferramentas para Twitter e Instagram? Conta aí nos comentários.

Com essas ferramentas para Twitter e Instagram fica mais simples fazer o gerenciamento de redes sociais.

Com essas ferramentas para Twitter e Instagram fica mais simples fazer o gerenciamento de redes sociais.

Você pode também contratar um profissional ou agência de marketing digital para fazer o gerenciamento. A Rede Brasil de Marketing Digital faz o gerenciamento de redes sociais, como Twitter, Instagram e Facebook.

Além disso, realiza serviços de criação e otimização em SEO de sites, e-commerces e lojas virtuais, campanhas de e-mail marketing, consultoria em SEO, planejamento de links patrocinados, entre outros serviços.

Para contratar alguns dos serviços da Rede Brasil de marketing Digital é só entrar em contato.


Posted By Category: ArticlesTags: , , Comments: 0
Um site responsivo, flexível ou um layout responsivo, como também é chamado, é um site que se adapta à tela de vários dispositivos.

Saiba o que é um site responsivo e 3 motivos para tê-lo

Segundo uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada em 2017, 63,6% dos lares brasileiros têm acesso à internet. A maioria das pessoas que utilizam a internet usa o smartphone para se conectar (60,3%). Em segundo lugar vem o computador (40,1%), depois vêm os tablets (12,1%) e em último lugar a TV (7,7%).

Com essa diversidade de plataformas, é importante que os sites adaptem o seu design, para tornar a experiência do usuário mais confortável.

 

O que é um site responsivo?

Um site responsivo, flexível ou um layout responsivo, como também é chamado, é um site que se adapta à tela de vários dispositivos, como smartphones, notebooks, desktops, tablets e TVs. Nos sites responsivos, o mesmo conteúdo é disponibilizado para todas as telas, mas com formatação diferente.

Site responsivo - A maioria das pessoas que utilizam a internet usa o smartphone para se conectar (60,3%).

Site responsivo – A maioria das pessoas que utilizam a internet usa o smartphone para se conectar (60,3%).

Diferença entre site responsivo e site mobile

Há uma diferença entre site responsivo e site mobile. Basicamente, um site responsivo possui uma estrutura única de códigos que funcionam em resoluções diferentes. O site responsivo, como já explicado, se adapta a vários tipos de telas.

Já o site mobile é um site criado só para ser aberto em certos dispositivos, como smartphones, por exemplo.

 

Veja também: A importância do marketing de relacionamento para as empresas 

 

Por que eu devo ter um site responsivo?

1. Mecanismos de busca

Até 2013 a responsividade de um site não influenciava no rankeamento dele nos mecanismos de busca do Google. Mas, em 2013, a compatibilidade de um site com a tela dos dispositivos passou a influenciar no rankeamento.

Esse é um dos motivos para ter um site responsivo, pois ele não prejudica o rankeamento no Google, possibilitando que o site seja encontrado por mais usuários.

 

2.Velocidade de carregamento

Os sites que não são responsivos, que possuem uma versão apenas para desktop, por exemplo, demoram para carregar em dispositivos móveis. Já o site responsivo é mais leve e possui um tempo de carregamento mais rápido.

A lentidão do carregamento é uma das piores experiências dos usuários e ao se deparar com ela, a grande maioria deles vai para outro site.

O site responsivo é mais leve e possui um tempo de carregamento mais rápido. 

O site responsivo é mais leve e possui um tempo de carregamento mais rápido.

3. Experiência do usuário

A experiência do usuário é o principal motivo para se ter um site responsivo. Quando, por exemplo, o usuário acessa pelo celular um site na versão para desktop ele precisa dar um zoom para acessar os elementos do site e isso incomoda muito. Além disso, as imagens não ficam em um tamanho ideal e outros elementos como menus e botões ficam sem formatação ideal.

 

Como saber se meu site é responsivo?

Existem algumas ferramentas que informam se o site é responsivo. Uma delas é a Responsive Web Design Checker. Tenha acesso a ela clicando aqui.

Há também uma outra ferramenta, do Google. Tenha acesso clicando aqui.

 

Veja também: Gerenciamento de Redes Sociais  

 

Rede Brasil de Marketing Digital

Agora que você esclareceu as suas dúvidas e conheceu alguns motivos para ter um site responsivo acredito que vai querer um site responsivo para sua empresa ou negócio.

Para tornar o seu site responsivo você pode contratar a Rede Brasil de Marketing Digital. Além desse serviço, a Rede Brasil faz a criação de sites, otimização em SEO, campanhas de e-mail marketing, entre outros serviços. Para contratar, basta entrar em contato.


Posted By Category: ArticlesTags: , Comments: 0
Marketing de relacionamento é um dos 81 tipos existentes de marketing.

A importância do marketing de relacionamento para as empresas

Marketing tradicional, inbound marketing, marketing digital, são cerca de 81 tipos de marketing diferentes e cada um tem a sua importância. Porém, há um marketing muito importante, que é o marketing de relacionamento. 

Neste artigo você vai saber um pouco sobre as estratégias e a importância do marketing de relacionamento para as empresas.

 

O que é Marketing de Relacionamento?

O marketing de relacionamento consiste em ações que são realizadas para criar e manter o relacionamento com os clientes. O objetivo principal deste tipo de marketing é manter o relacionamento com os clientes a longo prazo, para que eles sejam fidelizados e recomendem os serviços e produtos da empresa para outras pessoas.

 

Veja também: Gerenciamento de Redes Sociais 

 

Quais as ações o marketing de relacionamento utiliza?

  • E-mail Marketing

O e-mail marketing é uma das estratégias de marketing de relacionamento. O e-mail, apesar de ser uma ferramenta já antiga é capaz de atrair manter clientes novos e antigos em relacionamento com a empresa, através de campanhas de e-mail marketing.

Quando o usuário chega no site ou blog da empresa ele pode receber um convite para receber e-mails com conteúdos da empresa. Quando usuário aceita esse convite ele passa a receber os conteúdos e pode se tornar cliente.

Para esse usuário, que é um cliente em potencial é interessante enviar conteúdos que o façam conhecer os produtos e serviços da empresa ou até um cupom de desconto na primeira compra. Já os clientes que são antigos, podem receber, por exemplo, ofertas de produtos parecidos com os que ele já compra.

Dessa forma, o relacionamento vai ser mantido e o cliente vai sempre lembrar da empresa, por estar recebendo conteúdo e ofertas relevantes através do e-mail.

Uma das estratégias do Marketing de Relacionamento é o e-mail marketing.

Uma das estratégias do Marketing de Relacionamento é o e-mail marketing.

  • Programa de fidelidade

Uma das coisas que mais atraem o cliente no momento da compra é a possibilidade de ganhar algum benefício por realizá-la. Por isso, os programas de fidelidade são essenciais para manter o bom relacionamento com o cliente.

A empresa deve analisar o perfil dos clientes e criar programas de fidelidade para cada grupo. O programa deve oferecer brindes, descontos, promoções, entre outros benefícios para aqueles clientes que são fiéis. Isso vai incentivá-los a voltar a comprar os produtos e contratar os serviços da empresa, pois ele vai se sentir valorizado.

Até mesmo as empresas pequenas e locais podem ter um programa de fidelidade ou ao menos alguma bonificação. Salões de beleza, padarias, lojas de roupa, sorveterias, todas essas empresas podem  bonificar os seus clientes fiéis de forma simples, mas atrativa.

Mas, é importante lembrar que a empresa deve saber reconhecer os clientes que realmente dão lucro, para não ficar no prejuízo.

Uma das estratégias do marketing de relacionamento é o programa de fidelidade.

Uma das estratégias do marketing de relacionamento é o programa de fidelidade.

Veja também: O que é E-commerce quais os tipos? 

 

Rede Brasil de Marketing Digital

Essas são algumas estratégias de marketing de relacionamento para fidelizar clientes. Para implementar o marketing de relacionamento na sua empresa através de meios digitais é importante contratar um profissional ou empresa de marketing digital.

A Rede Brasil de Marketing Digital implementa o marketing de relacionamento nas empresas, além de outros serviços. A empresa possui profissionais qualificados e já realizou serviços para vários países como Argentina, Estados Unidos, Canadá, Suécia, Espanha, Dinamarca e Austrália.

Além disso, a Rede Brasil é especialista em Otimização SEO e trabalha para deixar o site da sua empresa na primeira página dos resultados do Google. Para contratar os serviços da Rede Brasil basta entrar em contato.


O que é um diferencial para as empresas é um bom gerenciamento de redes sociais.

Gerenciamento de redes sociais – Rede Brasil de Marketing Digital

As redes sociais sugiram com o objetivo de conectar amigos e compartilhar momentos, mas foi se transformando também em um meio de divulgação de empresas. Hoje, grande parte das empresas estão nas redes sociais e estar nas redes já não é mais um diferencial. O que é um diferencial para as empresas é um bom gerenciamento de redes sociais.

Estatísticas

De acordo com a pesquisa Social Midia Trends 2017, 92% das empresas entrevistadas estão nas redes sociais. Os principais benefícios de estar nas redes sociais, segundo as empresas pesquisadas são:

  • Divulgar a marca (77%);
  • Engajar a audiência (63,2%);
  • Aumentar o tráfego do blog/site (50,3%);
  • Aumentar as vendas e o número de clientes (48,5%).

Além disso, a pesquisa mostrou que o Facebook é a rede social mais utilizada pelas empresas, com uma adesão de 97,6%. Em segundo lugar, vem o Instagram, com 63,3%. A frequência de publicação no blog da empresa é de 1 a 3 vezes por semana.

Veja também: O que é e-commerce e quais os tipos?

Sobre os resultados obtidos através das redes sociais, 74,9% das empresas disseram analisar os resultados, enquanto 25,1% das empresas disseram não analisar. Ainda de acordo com a pesquisa, as métricas que mostram o alcance e engajamento em redes sociais são acompanhadas por mais de 70% das empresas entrevistadas.

Das empresas entrevistadas, 48,9% disseram usar ferramentas para redes sociais e 63% delas investem em mídias pagas nas redes.

Gerenciamento de redes sociais - o principal benefício do uso de redes sociais pelas empresas é a divulgação da marca.

Gerenciamento de redes sociais – o principal benefício do uso de redes sociais pelas empresas é a divulgação da marca.

A importância do gerenciamento das redes sociais

A pesquisa revelou ainda que as empresas que seguem um calendário editorial definido têm uma média de visitas 2,8 vezes maior que as que não seguem. Esse dado revela a importância de organização, frequência e planejamento para as publicações nas redes sociais.

O gerenciamento das redes sociais, usa, entre outros artifícios esse calendário editorial, que aumenta o número de visitas.

O que é gerenciamento de redes sociais?

O gerenciamento de redes sociais não se limita a publicações e conteúdos, mas vai muito além disso. As ações que geralmente são realizadas antes e depois das publicações são:

  • Definição de estratégia e planejamento;
  • Planejamento de publicações;
  • Publicações;
  • Monitoramento;
  • Análise de resultados.

Qual é a melhor rede social para empresas?

Não existe uma rede social que é melhor que as outras para a divulgação de empresas. Cada rede tem os seus benefícios e os seus pontos positivos e negativos. Para escolher a rede ou redes sociais para divulgar a empresa é importante conhecer o público-alvo, por exemplo.

O Facebook, por exemplo, é quase obrigatório para todas as empresas, de todos os segmentos. Algumas das vantagens dessa rede para a divulgação de empresas são:

  • Possibilidade de criar uma fanpage gratuita;
  • Marketing em grande escala;
  • Público muito variado;
  • Visualização de estatísticas e relatórios de resultados;
  • Velocidade no atendimento ao cliente.
Gerenciamento de redes sociais - o Instagram é a segunda rede social mais usada pelas empresas.

Gerenciamento de redes sociais – o Instagram é a segunda rede social mais usada pelas empresas.

Outra rede social que pode ser usada para a divulgação é o Instagram, segunda rede mais usada pelas empresas, segunda a pesquisa Trends. Ela é uma rede social que tem muitas vantagens do ponto de vista visual, emocional e criativo.

  • Possibilidade de chamar a atenção do público através de vídeos;
  • Maior engajamento em postagens;
  • Jovens como público-alvo;
  • Ferramenta de anúncios Ads.

Além do Facebook e do Instagram há também outras redes sociais como o Twitter e o Youtube. Na dúvida sobre quais redes sociais aderir vale a pena fazer um teste por um tempo, para ver qual dá mais resultados para a sua empresa.

Veja também: O que é inbound marketing e como implementar na sua empresa?

Frequência de publicações

Como mostrado pela pesquisa Trends, as empresas têm uma média de 1 a 3 publicações por semana nos blogs. A frequência de publicação é muito importante, pois mostra que a empresa tem um compromisso de informar o público com aquele conteúdo.

A frequência de publicação de conteúdo no blog ou nas redes sociais vai variar bastante de empresa para empresa. Mas, o recomendado é que os posts de blog sejam publicados pelo menos uma vez por semana e que os conteúdos sejam postados também nas redes sociais.

Segundo a pesquisa Trends 2017 dentre as empresas pesquisadas a que possui o blog com maior número de visitas tinha uma frequência de publicação de 50 vezes por semana nas redes sociais. Isso mostra a importância de publicar bastante conteúdo.

Mas, vale lembrar que não adianta publicar muito conteúdo, se ele não tem qualidade. Então é melhor fazer menos publicações, mas com qualidade e bem voltado para o público-alvo do que publicar muito conteúdo com pouca qualidade e irrelevante. Além disso, não é bom encher o público com muitos conteúdos que eles não vão ter tempo de consumir. Por isso, é bom conhecer o público-alvo e saber com que frequência ele acessa as redes sociais.

 

Horário das publicações

O gerenciamento de redes sociais também deve levar em consideração o horário das publicações.

O gerenciamento de redes sociais também deve levar em consideração o horário das publicações.

O gerenciamento de redes sociais também deve levar em consideração o horário das publicações. Cada rede social tem seu pico de acessos em determinados dias e horários, então, é importante realizar as publicações nos horários de maior tráfego. Cada público-alvo também tem seu horário de mais acesso. Os adolescentes, por exemplo navegam de madrugada, ao contrário das pessoas de outras faixas etárias, que precisam dormir cedo para trabalhar no dia seguinte.

Tempo e dedicação

Para fazer um bom gerenciamento de redes sociais é necessário antes de tudo ter conhecimento. Além disso é preciso ter tempo e dedicação. Porém, nem todos têm tempo para fazer esse gerenciamento de redes sociais, pois estão dedicados ao gerenciamento e cuidado de outros aspectos das empresas.

Por isso, existem profissionais e agências de marketing digital que fazem o gerenciamento de redes sociais. A Rede Brasil de Marketing Digital produz conteúdos para a sua empresa além de realizar serviços de marketing digital

A Rede Brasil de Marketing Digital tem profissionais qualificados e já realizou serviços para vários países como Argentina, Estados Unidos, Canadá, Suécia, Espanha, Dinamarca e Austrália.

Além disso a Rede Brasil é especialista em Otimização em SEO e trabalha para deixar o site da sua empresa na primeira página dos resultados do Google. A Rede Brasil também faz os serviços de criação de sites, criação de sites de e-commerce e lojas virtuais, campanhas de links patrocinados, planejamento de link building, campanhas de e-mail marketing, entre outros.

Existem profissionais e agências de marketing digital que fazem o gerenciamento de redes sociais.

Existem profissionais e agências de marketing digital que fazem o gerenciamento de redes sociais.

Para contratar os serviços da Rede Brasil de Marketing Digital basta entrar em contato com a Rede Brasil.


A sigla SEO (Search Engine Optimization) significa otimização para mecanismos de busca.

Rede Brasil Marketing Digital e SEO – Seu site na primeira página do Google!

A Rede Brasil é a empresa ideal para fazer com que o seu site figure na primeira página do Google. Atuamos no marketing digital há mais de 10 anos, onde toda nossa equipe é treinada e capacitada com um único objetivo: Deixar a sua empresa sempre na frente!

 

O que é SEO?

A sigla SEO (Search Engine Optimization) significa otimização para mecanismos de busca e é exatamente isso que a nossa empresa oferece.

A otimização é um composto de técnicas e práticas cujo intuito é posicionar um site em buscadores, como o Google, por exemplo. Após serem aplicadas essas técnicas, outro fator que irá impulsionar o seu site é através do conteúdo.

Por isso não basta você utilizar as técnicas de SEO, mas contar com conteúdos sem relevância, que não provoque interesse na web. Para o site ser perfeito, ele precisa de um bom conteúdo atrelado ás técnicas de SEO.

O SEO atua eliminando diversos sites do ranking de buscas justamente por não terem um bom conteúdo, ou seja, um usuário só irá localizar a sua empresa no Google se ele tiver algumas informações da empresa, utilizando-se palavras-chave.

Veja também: Como aplicar o Neuromarketing no Marketing Digital

Definições de SEO

Mas como o ideal de qualquer empresa não é ser apenas “encontrado” pelo seu cliente, mas sim se tornar relevante e conseguir captar novos clientes, o seu site precisa ser localizado em pesquisas neutras.

Por exemplo, em uma loja de brinquedos, se o cliente digitar no Google “boneca que fala”, a sua empresa deve aparecer entre os primeiros sites, caso ela venda qualquer boneca que fale.

SEO-O ideal de qualquer empresa não é ser apenas “encontrado” pelo seu cliente, mas sim se tornar relevante e conseguir captar novos clientes

O ideal de qualquer empresa não é ser apenas “encontrado” pelo seu cliente, mas sim se tornar relevante e conseguir captar novos clientes.

Isso não garante que o cliente irá comprar o produto, mas já garante o clique e a visita do cliente ao seu site, onde poderá conhecer até mesmo outros produtos.

Outro ponto positivo do seu site aparecer na primeira página do Google, é que os usuários estão sempre na correria e com isso acabam não tendo paciência de procurar em sites que estão listados nas próximas páginas.

A palavra-chave de otimização de site é “encontrabilidade”, ou seja, fazer com que a sua empresa seja localizada na internet. Afinal no Google as empresas são encontradas em vez de procurarem seus clientes.

Agora que estamos definindo SEO, surge uma dúvida importante: Como fazer um conteúdo que agrade a todos?

Pois bem, isso é impossível, mas o que pode nos guiar para uma solução é saber que nem todo site bom para o usuário é bom para o SEO. Porém todo site bom para o SEO é bom para o usuário.

A melhor forma de definir SEO é colocar-se no lugar do Google e tentar entender quais critérios ele utiliza para avaliar qual site deve aparecer na primeira página de sua pesquisa.

Veja também: A importância do E-mail Marketing para seu negócio

Como pensar como um buscador?

A melhor forma de definir SEO é colocar-se no lugar do Google e tentar entender quais critérios ele utiliza para avaliar qual site deve aparecer na primeira página de sua pesquisa.

A melhor forma de definir SEO é colocar-se no lugar do Google e tentar entender quais critérios ele utiliza para avaliar qual site deve aparecer na primeira página de sua pesquisa.

O primeiro ponto que precisamos analisar que apesar de ser muito inteligente, um site de busca como o Google é um software de computador. Ele não trabalha utilizando a razão ou a emoção como nós seres humanos.

Então não adianta ficarmos chateados, achando que o Google está nos atrapalhando ou que ele não gosta da gente, não é nada pessoal. Brincadeiras a parte, o Google existe para facilitar o nosso trabalho.

Já imaginou como seria mais difícil encontrar a sua empresa se não tivesse um buscador que filtrasse o seu negócio ou produtos?

Agora que caiu por terra essa má fama do Google e descobrimos que ele não é nenhum vilão, como ele trabalha? Pois bem… Google é capaz de fazer cálculos precisos, de alta complexidade e de reunir diversos dados e informações.

O Google não acha nada, ele apenas calcula. Mesmo ele sendo programado por pessoas, ele segue uma linha lógica pré-determinada.

O que não podemos encontrar no Google?

O Google é, antes de tudo, uma empresa liberal, onde ele não possui critérios que faça nenhum tipo de distinção. A filosofia do Google, é juntar todas as ideologias e poder lucrar com elas.

Exatamente por isso todos os usuários que estão conectados á internet utilizam a ferramenta de busca. O Google cumpre bem a sua missão, que é mostrar informações de algo que a pessoa precisa.

SEO - O Google cumpre bem a sua missão, que é mostrar informações de algo que a pessoa precisa.

O Google cumpre bem a sua missão, que é mostrar informações de algo que a pessoa precisa.

Para ficar mais claro, um veículo de comunicação como o jornal impresso, ele conta com uma linha editorial (política predeterminada pela empresa) a ser seguida pelo Grupo. Já o Google aceita todas as linhas editoriais. O que o internauta quiser pesquisar, ele vai encontrar.

Porém o que vai definir os primeiros sites listados pelos buscadores é o conteúdo, se ele for bem explicado, bem desenvolvido e relevante. É ai que entra a estratégia de marketing digital.

Por isso se o seu site tem um bom conteúdo e recebem muitas referências em forma de link, ele acaba tendo mais chances de ficar bem posicionado.

Fatores on-page e off-page

O mecanismo do Google trabalha com fatores on-page e fatores off-page para identificar a qualidade de um site.

SEO - São considerados fatores on-page, tudo o que você fizer dentro de sua página. Já fatores off-page, são tudo o que você faz fora da sua página.

São considerados fatores on-page, tudo o que você fizer dentro de sua página. Já fatores off-page, são tudo o que você faz fora da sua página.

São considerados fatores on-page, tudo o que você fizer dentro de sua página. Já fatores off-page, são tudo o que você faz fora da sua página, essencialmente, conseguir bons links e ter seu site bem compartilhado nas mídias sociais.

Mas isso não significa que eu tenho apenas que conseguir o maior número de links, utilizando estratégias agressivas, pois esses links precisam ser de sites relevantes.

O importante é fugir de links fáceis, pois assim como na vida tudo que vem fácil, vai fácil. Otimização de site SEO é trabalhoso e exige uma série de cuidados que somente uma empresa especializada e consolidada na área do marketing digital, como a Rede Brasil é capaz de fazer.

Mas como o Google sabe se um conteúdo é bom ou não?

Ele pode avaliar a qualidade através de:

  • Links recebidos;
  • Palavras-chave no texto;
  • Palavra-chave no título;
  • Uso de imagens;
  • Vídeos;
  • Divisão por parágrafos;
  • Uso de heading tags (h1, h2, h3…);
  • Strong;

E ainda conta com várias outras técnicas. É por isso que não existe uma fórmula ao fazer SEO, mas sim muito conhecimento das sensibilidades do Google.

Não existe uma fórmula ao fazer SEO, mas sim muito conhecimento das sensibilidades do Google.

Não existe uma fórmula ao fazer SEO, mas sim muito conhecimento das sensibilidades do Google.

Os resultados irão aparecer, porém não serão automáticos e da noite para o dia. Afinal o Google privilegia os sites que ajudam seu algoritmo a categorizar melhor os dados, porque considera esses sites melhores.

Uma pessoa respeita a outra com quem aprende algo, portanto devemos ter isso em mente, ao fazer SEO, produzir conteúdo ou criar estratégias de marketing.


O e-mail marketing é importante para manter o relacionamento com o cliente.

A importância do e-mail marketing para seu negócio

Existem várias estratégias de marketing digital para aumentar a conversão de uma empresa, seja ela física ou de e-commerce. As estratégias mais procuradas para alavancar as vendas, são o gerenciamento de redes sociais e a otimização de sites. Essas estratégias são importantes, mas há uma outra que também dá muito resultado e é feita através do bom e velho e-mail: o e-mail marketing!

O e-mail marketing tem um grande alcance de clientes

O e-mail marketing tem um alcance grande e é uma forma da empresa chegar até o cliente. Uma pessoa pode não usar as redes sociais diariamente, mas o e-mail é uma ferramenta de uso quase obrigatório. Em todo o mundo existem mais de 3,9 bilhões de contas de e-mail e esse número supera o de contas do Facebook, que atingiu cerca de 2,13 bilhões usuários, no fim de 2017.

Segundo pesquisa de mercado, a taxa de cliques por e-mail marketing é de 3%, seis vezes maior que a taxa de cliques média das redes sociais, que tem apenas 0,5% de cliques. Além disso, para cada U$ 1 que é investido em e-mail marketing, U$ 38 é obtido pelas empresas, como retorno.

Isso acontece porque as pessoas que assinam uma newsletter, geralmente estão interessadas no produto ou serviço oferecido por aquele site.

O e-mail marketing mantém o relacionamento com o cliente

Um site bem posicionado no Google e com posts otimizados em SEO atrai os clientes que pesquisam nos mecanismos de busca. Uma vez que o cliente encontra o site, é importante que ele mantenha o relacionamento com a empresa. O e-mail marketing é importante para manter o relacionamento com o cliente, para que ele volte para o site quando quiser realizar a compra de algum produto ou serviço.

Veja também: Como aplicar o Neuromarketing no Marketing Digital?

Construindo uma estratégia de e-mail marketing

Saiba agora os passos para construir uma estratégia eficaz de e-mail marketing para seu negócio.

  • Escolher uma ferramenta web

O primeiro passo para começar a usar o e-mail marketing no seu negócio é escolher uma ferramenta web. Há ferramentas pagas, mas também existem várias ferramentas gratuitas. Entre as ferramentas estão a Hubspot Marketing Grader, a Hubspot Blog Top Generator, a Google Trends, a Treelo, a Google Keyword Planner e a MailChimp. Elas são ferramentas que otimizam a distribuição de conteúdo e são gratuitas.

Uma dessas ferramentas que tem facilidade para a criação de e-mail marketing é a MailChimp. O uso dela é gratuito para contas que têm menos de dois mil e-mails. O interessante, é que dá para testas bastante antes de precisar pagar pela ferramenta. A ferramenta cria o e-mail marketing usando templates. Dá para usar templates da própria ferramenta ou fazer seu próprio template com Photoshop, HTML e CSS.

Uma outra funcionalidade interessante da ferramenta é a criação de fluxos de e-mail automáticos, porém essa criação não é gratuita.

  • Conhecer o público e segmentar os contatos

Não adianta enviar conteúdo para um público que não é o da sua empresa ou negócio. Por isso, é importante identificar e conhecer o público-alvo para enviar o material para o público ideal e assim ter mais vendas.

Além disso, antes de fazer a distribuição do conteúdo, também é importante fazer a segmentação dos contatos. Cada grupo de contatos necessita de um tipo de e-mail diferente. Um grupo de pessoas que não compram os serviços ou produtos do seu site há mais de um ano, por exemplo, vai gostar de receber e-mails com ofertas especiais.

  • É necessário escolher o público-alvo do e-mail marketing.

    É necessário escolher o público-alvo do e-mail marketing.

    Distribuir o conteúdo

Depois de identificar o público-alvo e segmentar os contatos, começa a distribuição dos e-mails. É necessário escolher quais canais de distribuição vão ser usados, como a newsletter e as redes sociais.

Também é preciso definir a frequência de distribuição das notícias. Você pode escolher, por exemplo, distribuir e-mail através da newsletter uma vez por semana, no dia que sai post novo no seu blog.

Não é interessante que e-mails para empresas sejam enviados nos dias de sexta e nos fins de semana, já que nem todas as empresas têm expediente nesses dias.

Veja também: Saiba como escolher a palavra-chave ideal para seu texto

Dicas para aumentar as vendas

  • Prova social

Uma dica para aumentar as vendas é incentivar opiniões no e-mail marketing. Diversos estudos comprovam que comentários positivos são bons para as vendas. E eles são ainda mais importantes quando se trata de vendas online, já que as pessoas não podem ver, tocar ou experimentar o produto. Assim, a melhor forma de descobrir se ele é realmente bom é saber a opinião de pessoas que já compraram.

Por isso, na campanha de e-mail marketing é interessante incluir uma área para que os clientes que já compraram possam colocar suas opiniões. Essa estratégia também é importante porque mostra que a empresa se importa com a opinião do cliente.

Além disso, quando uma empresa pede comentários dos clientes, ela revela sua transparência e confiança na qualidade de seus produtos e serviços, já que um comentário negativo pode diminuir as vendas.

  • Design

É muito desagradável receber e-mails cheios de poluição visual, por isso, o design no e-mail marketing é importante. Deve-se dar ênfase a um produto ou promoção e trabalhar a identidade visual, para chamar a atenção dos clientes. Imagens também são mais atrativas que blocos grandes de textos.

Campanhas responsivas também são fundamentais para e-mail marketing. Não é nada agradável ler um e-mail ou conteúdo que não se ajusta à tela. Quando um cliente abre um conteúdo assim, na maioria das vezes ele nem continua a leitura.

Agora que você já sabe a importância do e-mail marketing para o seu negócio, é só começar a construir uma boa estratégia, escolher uma ferramenta web, conhecer o público-alvo e depois fazer a distribuição do conteúdo. Você também pode contratar uma campanha de e-mail marketing profissional.

Rede Brasil oferece diversos serviços de marketing digital, entre eles campanhas de e-mail marketing. Nós cuidados do seu site desde a etapa da construção até a otimização do site. Além disso, temos os melhores especialistas em marketing digital para alavancar seu negócio e aumentar a conversão e as vendas dos produtos e serviços da sua empresa.